/> Polícia detém 30 suspeitos de envolvimento com ataques a coletivos e bancos em 17 cidades mineiras

Galeria

Polícia detém 30 suspeitos de envolvimento com ataques a coletivos e bancos em 17 cidades mineiras

Jornal Hoje em Dia.
Pouso Alegre / Foto: Rede Social

Pelo menos 30 pessoas foram conduzidas, sendo oito adultos e um menor de idade presos em flagrante, por possível relação com os casos de ônibus queimados em Minas Gerais. Em coletiva na manhã desta segunda-feira (4), a Polícia Militar informou que pelo menos 17 cidades registraram ocorrências, que também incluem ataques a bancos. No total, pelo menos 24 coletivos foram incendiados total ou parcialmente em menos de 24 horas.


Uma possível relação entre os crimes está sendo avaliada pelas polícias Militar, Civil e Federal, e pela Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap). Apesar da distância entre os pontos de ataque, a polícia acredita que as redes sociais e aplicativos de trocas de mensagens podem ter sido facilitadores na comunicação entre os grupos. Casos também foram registrados em outras regiões do país.
“Especula-se que sejam crimes ordenador por facções criminosas, e podem sim ter relação com demandas vindas de dentro dos presídios”, informou o major Flávio Santiago, chefe da assessoria de imprensa da PM.
Além disso, a corporação também considera a possibilidade de algumas ações terem sido feitas por “espelhadores”, pessoas que aproveitam de uma onda de casos para cometer crimes parecidos. 
De acordo com o levantamento, a região com mais casos foi o Sul de Minas. Por lá, houve ataques em Varginha, Guaxupé, Passos, Itajubá, Alfenas e Monte Santo de Minas. Também existem registros em Lagoa da Prata, no Centro-Oeste mineiro. Em Araxá, no Alto Paranaíba, além de ônibus, também foram queimados quatro carros.
Na capital mineira, as tentativas de incêndio não causaram maiores estragos porque os motoristas dos coletivos conseguiram conter as chamas. Os casos envolveram um ônibus da linha 1505 (Alto dos Pinheiros/Tupi), e um coletivo da linha 609 (Serra Verde/Santa Mônica). 
Pouso Alegre / Foto: Rede Social
Em Alfenas, no Sul de Minas, pelo menos uma pessoa ficou gravemente ferida. Em Cruzília, também no Sul do Estado, houve um ataque, mas sem incêndio. Bandidos dispararam 12 vezes contra uma Delegacia de Polícia Civil da cidade. Em Passos, pelo menos 10 disparos de arma de fogo foram feitos contra um ponto de registro de ocorrência.


Confira a lista das cidades que sofreram ataques entre domingo e está segunda (4).
Itajubá
Brasópolis
Monte Santo  de Minas
Lagoa Prata
Passos
Guaxupé
Alfenas
Poços de Caldas
Uberaba
Uberlândia
Pouso Alegre
Cruzília
Varginha
Belo Horizonte
Três Corações
Santa Luzia
Araxá

Postagem em destaque