Últimas Notícias

Recém-nascida é abandonada em lixeira de Uberaba; veja vídeo

Menina estava com o cordão umbilical amarrado ao pescoço; câmeras de segurança flagraram o abandono

Uma mulher foi presa, nesta terça-feira (2) depois de abandonar a filha recém-nascida dentro de uma lixeira em Uberaba, no Triângulo Mineiro. De acordo com a Polícia Militar, a menina foi encontrada no bairro Leblon por um morador da cidade que passava pela rua Ângelo Sbroia às 17h desta segunda-feira (01).

O jovem de 24 anos acionou a Polícia Militar e também o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que socorreu a criança para o Hospital de Clínica da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM). O hospital informou que a menina está internada estável e passa por exames, já que a lixeira que ela foi encontrada estava suja e há risco de infecção. A neném aparenta ter nascido na própria segunda. Não é prematura e tem 3, 670 quilos.

Quando foi encontrada a bebê estava envolta em um cobertor rosa e dentro de uma bolsa. Ela tinha ainda o cordão umbilical enrolado em seu pescoço. Imagens das câmeras de segurança próximas ao local onde a menina foi encontrada, mostram uma mulher abandonando o bebê na lixeira.


Por meio da assessoria de imprensa, a Polícia Civil informou que a Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa de Uberaba é que vai investigar o caso. Na tarde desta terça a suspeita do crime foi encontrada e presa, mas ainda não há detalhes da prisão.

Guarda da bebê será definida De acordo com o Conselho Tutelar de Uberaba após a mãe da menina ser ouvida pelos policiais. Será feito um levantamento para saber se ela tem algum parente para indicar para ter a guarda da criança.

 "Se não encontrarmos nenhum parente que esteja apto a cuidar dessa menina, vamos encaminhá-la para um abrigo da cidade. Esse tipo de caso não é tão comum aqui em Uberaba, o que acontece muito é adoção clandestina", explicou a conselheira Karita de Melo.

A Justiça será acionada para fazer também o registro da criança, já que o parto foi em casa.

 Veja vídeo:




Informações O Tempo

Nenhum comentário