O primeiro dia de funcionamento do Aplicativo da Zona Azul começou com problemas, na segunda-feira,2, em Pouso Alegre. Segundo os usuários não conseguiram  realizarem o pagamento através do  aplicativos nas primeiras horas do dia, apresentando falhas. 

 Ainda segundo os usuários, os estabelecimentos comerciais cadastrados não tinham tickets do estacionamento para venda, não sendo possível o pagamento do serviço.


Conforme a prefeitura havia anunciado ao longo da última semana, o estacionamento na área central começaria a funcionar a partir das 9h. Ainda assim, o gerente do Departamento de Trânsito, Eduardo Dantas Rosa, afirma que a cobrança está sendo feita.

"Estamos com uma equipe percorrendo a cidade, avaliando esses imprevistos, na verdade previstos. Já prevíamos que algumas instabilidades poderiam ocorrer ao longo do dia", disse em entrevista à EPTV Sul de Minas, afiliada da Rede Globo.

"Já estamos falando com a concessionária para que sane essas irregularidades no menor espaço de tempo possível, para que o usuário possa usufruir da vaga e estar pagando pelo uso da vaga. A cobrança está sendo feita desde às 9h".

"Já estamos falando com a concessionária para que sane essas irregularidades no menor espaço de tempo possível, para que o usuário possa usufruir da vaga e estar pagando pelo uso da vaga. A cobrança está sendo feita desde às 9h".

O estacionamento rotativo estava suspenso na cidade desde julho de 2017, quando a prefeitura encerrou o contrato com a empresa vencedora da licitação. A volta da Zona Azul foi confirmada em outubro de 2018, quando um novo contrato foi assinado pelo Executivo.

Segundo a Dinâmica, o horário de funcionamento é das 9 horas  até as 18 horas durante a semana, e no sábado  das  horas  até as 13 horas. Os motoristas tem 10 minutos de tolerância. Motos não pagam. O valor da Zona Azul é de R$ 2,00 a hora, podendo ser renovada por mais uma hora na mesma vaga.

 O motorista pode baixar o aplicativo e adquirir  ticket no site  Pare Azul ou nos pontos de vendas cadastrados pela empresa.