/> Deficiente físico mata ex-mulher grávida de oito meses a facadas na Grande BH

Galeria

Deficiente físico mata ex-mulher grávida de oito meses a facadas na Grande BH

Mulher grávida de oito meses é morta a facadas pelo ex-marido em Belo Horizonte (MG)
Gilvane Paula Agostinho, de 38 anos, que estava grávida de quase 8 meses, morreu depois de ser esfaqueada pelo ex-marido, nesta quinta-feira (10), em Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O bebê também morreu. 



De acordo com a Polícia Militar, o autor, também de 38 anos, não aceitava o fim do relacionamento. Ele teria ido até a casa da vítima, no bairro Recanto Verde, onde a atacou com vários golpes de faca e de  talhadeira  na cabeça, rosto e orelha;
A mulher foi socorrida por vizinhos e levada para uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Contagem, na Grande BH, mas por causa da gravidade dos ferimentos, precisou ser transferida para a maternidade do Hospital Municipal de Contagem. Porém, ela não resistiu aos ferimentos e morreu. 
O filho da vítima, de 19 anos, contou aos policiais que o suspeito possui deficiência física no braço e na perna, e teria fugido num veículo adaptado modelo Fiat Siena, cor prata. 
De posse das características do carro, a PM deu início ao rastreamento e, durante as buscas, os policiais receberam o chamado de um acidente envolvendo um veículo com as mesmas características na MG-808. 
No local, o condutor foi identificado como o autor das agressões. Ele estava preso às ferragens e foi levado em estado grave para o mesmo hospital que a vítima. 
Ainda de acordo com a PM, ele está internado em estado grave, sob escolta.

Da redação Toni Oliveira - Minas em Foco com informações  Hoje em Dia. 

Postagem em destaque