/> Prefeito do interior de São Paulo sanciona lei que proíbe fogos de artifício com barulho

Galeria

Prefeito do interior de São Paulo sanciona lei que proíbe fogos de artifício com barulho

Lei sancionada pela Prefeitura prevê melhorar o bem-estar de crianças, idosos e animais, que são sensíveis a barulhos intensos

Projeto  proíbe fogos de artifício com estampido - Foto: Reprodução
O prefeito Antonio Carlos Reschini da cidade de Descalvado interior de São Paulo  sancionou na ultima segunda-feira, 18, o projeto de lei que proíbe a queima, soltura e manuseio de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos que façam barulho. A lei visa o bem-estar de animais, bebês, crianças, idosos e pessoas doentes que sofrem com os estouros e estampidos provocados pela soltura destes artefatos.


A Lei N.º 4.303 – de autoria do Vereador Paulinho Gabrielli - prevê que a proibição se estenda a todo o território municipal, incluindo recintos fechados e abertos, bem como em áreas públicas ou locais privados. 

O prefeito salientou que o Poder Executivo fará a regulamentação da Lei no prazo de 60 dias, sendo de responsabilidade do poder público a fiscalização, mas também pediu o apoio dos ativistas e protetores dos animais para que ajudem a denunciar casos de descumprimento da lei.
Caso haja o descumprimento da Lei, ao infrator será imposta uma multa no valor de R$ 2 mil, valor este que será dobrado na primeira reincidência e quadruplicado a partir da segunda reincidência, ficando ainda estabelecido um período inferior a 30 dias para caracterizar a repetição do ato de infração.


Vale ressaltar que se excetuam da proibição, a soltura de fogos de artifícios ou artefatos pirotécnicos que não produzem efeitos sonoros ou ruidosos (estouros).


( Copyright © 2019, Toni Oliveira - Minas em Foco com Assessoria de Comunicação. Todos os direitos reservados ) 




Postagem em destaque