Últimas Notícias

Prepare o bolso: gasolina aumentou. É o maior valor desde outubro

Fabio Melo/Folhapress
A Petrobras anunciou, nessa quinta-feira (4/4), um aumento de R$ 0,10 no preço do litro da gasolina nas refinarias. O novo valor já começará a ser praticado nesta sexta-feira (5) e não deve demorar a chegar aos postos de abastecimento.


Segundo a companhia, o litro da gasolina A subiu de R$ 1,8326 para R$ 1,9354. O preço do diesel, por enquanto, segue inalterado, em R$ 2,1432.
Os valores refletem o preço praticado para as distribuidoras, sem tributos, e em cima deles são acrescentados diversos impostos e margens de lucro em cada etapa do processo, até chegar ao valor final nas bombas. Este é livre e regido pelas regras do mercado e varia em cada unidade da Federação, principalmente pela grande diferença de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
Em 1º de janeiro deste ano, o preço do litro da gasolina nas refinarias era de R$ 1,5087 e chegou a cair para R$ 1,4337, em 10 de janeiro. Dali em diante, o preço retomou uma tendência de alta gradual, atingindo os valores atuais.
A Petrobras explica que a política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras “tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo”.


A gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. São os combustíveis tipo A, gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel também sem adição de biodiesel. Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis.  Copyright © 2018 Estadão conteúdo. Todos os direitos reservados )

Nenhum comentário