Últimas Notícias

Funcionários dos Correios aceitam pedido do TST e adiam greve

Foto: Reprodução 
A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) orientou, nesta quarta-feira (31/07/2019), que os trabalhadores dos Correios aceitassem o prazo de 30 dias solicitado pelo ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Renato Paiva para tentar construir uma nova proposta de acordo para a categoria, mas mantivessem o estado de greve, sem paralisação ao menos até 31 de agosto.


Em reunião na tarde desta quarta, a estatal havia aceitado a proposta do ministro de prorrogar o acordo coletivo de trabalho até 31 de agosto. Assim, estaria superada a questão da data-base e assegurado o plano de saúde para mães e pais de empregados da empresa.

Em assembleias na noite desta quarta, todos os sindicatos filiados à Fentect seguiram a orientação da entidade e optaram por não parar as atividades, mas manter o estado de greve.

A ideia de seguir em estado de greve é manter a legalidade caso a categoria vote pela deflagração da paralisação posteriormente.

Nenhum comentário