Últimas Notícias

Governo anuncia privatização dos Correios nesta quarta-feira

Agência dos correios em Pouso Alegre - Imagem: Goolge Maps
Nesta quarta-feira (21), o governo federal irá anunciar uma lista com 17 estatais que serão privatizadas ainda em 2019. A notícia já havia sido comunicada pelo ministro Paulo Guedes (Economia) e foi confirmada pelo presidente Jair Bolsonaro durante breve coletiva nesta manhã.



Entre as empresas públicas que serão transferidas para a iniciativa privada, está a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.

Veja a lista de estatais que serão privatizadas:

  1. Emgea (Empresa Gestora de Ativos);
  2. ABGF (Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias);
  3. Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados);
  4. Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social);
  5. Casa da Moeda;
  6. Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo);
  7. Ceasaminas (Centrais de Abastecimento de Minas Gerais);
  8. CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos);
  9. Trensurb (Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A.);
  10. Codesa (Companhia Docas do Espírito Santo);
  11. EBC (Empresa Brasil de Comunicação);
  12. Ceitec (Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada);
  13. Telebras
  14. Correios
  15. Eletrobras
  16. Lotex (Loteria Instantânea Exclusiva);
  17. Codesp (Companhia Docas do Estado de São Paulo).
Nas justificativas para a privatização, o Ministério da Economia aponta corrupção, interferências políticas na gestão da empresa, ineficiência, greves constantes e perda de mercado para empresas privadas na entrega de mercadorias vendidas pela internet.



De acordo com os estudos da pasta, o Postalis – fundo de pensão da estatal – possui um rombo de R$ 11 bilhões. Já o postal saúde – plano que atende aos funcionários dos Correios – tem R$ 3,9 bilhões de rombo.

Em junho deste ano, o STF (Supremo  Tribunal Federal) decidiu que o governo precisa do aval do Congresso para vender estatais.

Nenhum comentário