Últimas Notícias

Acusado de matar a namorada em Poços de Caldas é preso em clinica de reabilitação no interior de SP

Foto: Reprodução  Facebook  e PCMG
O homem acusado de matar a namorada a facadas em Poços de Caldas no mês de dezembro de 2018 foi preso na segunda-feira (23). O suspeito, Edmo Geraldo Júnior, de 33 anos, foi preso em uma clínica de reabilitação no interior de São Paulo.


De acordo com a Polícia Civil, o suspeito foi encontrado na clínica que fica na zona rural de São José do Rio Pardo (SP) e, não ofereceu resistência a prisão.
O acusado já havia preso uma vez, mas foi liberado por não ter o mandado de prisão preventiva lançado no sistema. O julgamento do caso estava marcado para a última terça-feira (17), mas foi adiado após a defesa alegar que o réu sequer havia sido notificado da sessão. Uma nova data foi marcada e o júri deve acontecer no dia 29 de outubro.
Foto: Reprodução/Facebook
Edmo é acusado de ter matado a namorada, Lara Adélia Florano, de 21 anos, segundo o suspeito o crime teria acontecido porque ela furtava objetos da casa. Quando o crime aconteceu o suspeito já cumpria pena em regime domiciliar por causa de roubo. Como foi preso por homicídio, ele foi para o presídio de Poços de Caldas.


No início deste ano, a Polícia Civil pediu para transformar a prisão temporária em preventiva, ou seja, para que ele ficasse preso. No entanto, esse mandado não foi lançado no sistema. Em julho deste ano, o homem teve uma progressão de pena do crime de roubo e aí ele acabou sendo libertado. 
Para o Ministério Público, houve uma falha ao não ser lançado o mandado de prisão preventiva e Edmo foi solto de forma indevida. O mandado de prisão preventiva, que deveria ter sido lançado no início do ano, foi publicado no dia 11 de setembro, quando percebeu-se o engano.

Nenhum comentário