Últimas Notícias

Confira os principais sinais de que seu gato está saudável

 
Médica veterinária dá dicas para manter a saúde do seu felino em dia - Créditos: EQUILÍBRIO
Uma das grandes responsabilidades de se ter um gato, é saber identificar os sinais que eles emitem quando não estão bem. Muitos acreditam que o único indício é quando se percebe que estão amuados, mas de acordo com a médica veterinária da ração super premium Equilíbrio, Bárbara Benitez, nem sempre esse é o fator que determina se o felino está doente ou não.



“Atente-se principalmente nas primeiras semanas de vida do gatinho, principalmente após o desmame, pois é quando ficam mais frágeis e também se registra uma taxa grande de mortalidade, por estarem mais suscetíveis a contração de doenças”, alerta Benitez. Pensando nisto, a médica veterinária listou alguns cuidados para manter a saúde do seu bichano em dia:

Créditos: EQUILÍBRIO
Olhe nos olhos do gatinho:
Os olhos precisam estar com aspecto natural, vivos e brilhantes, demonstrando a aparência saudável. Felinos possuem uma terceira pálpebra escondida e só aparece quando é preciso proteger os olhos de alguma irritação ou ferimento. “Quando a pálpebra estiver visível, algo estará errado e será necessário levá-lo ao veterinário. Outros sintomas que também indicam que o peludo merece atenção especial são as alterações na cor dos olhos e lacrimejamento constante.”, explica a veterinária.

Mais atenção às orelhas:
O ouvido sadio de um gatinho não tem secreção ou odor, por isso, fique atenta ao limpar a orelhinha com algodão. Não deve haver mau cheiro ou secreção amarelada ou amarronzada. Orelhas saudáveis têm coloração cor de rosa bem claro. De acordo com a especialista, se o felino coçar bastante as orelhas e balançar a cabeça bruscamente, leve-o rapidamente a um médico veterinário, pois pode se tratar de uma infecção de ouvido – elas podem ter consequências graves se não tratadas a tempo.

Créditos: EQUILÍBRIO
Cuidado especial com a boca:
Essa avaliação é indicada em toda consulta clínica, independente do perfil comportamental do felino; agressivos ou mansos esta avaliação é extremamente necessária. O tutor pode levantar o lábio superior do felino e olhar as gengivas – elas devem estar sempre rosadas. A palidez pode ser um diagnóstico de anemia. Assim como a gengiva, a língua também precisa de uma coloração rósea. Caso identifique algo incomum, o médico veterinário de confiança deve ser consultado.

Focinho úmido? Bom sinal!
O focinho deve estar sempre úmido e frio, pois quando seco e quente, pode ser um sinal de febre. Observe outros sinais como a perda de apetite.

Fique de olho na pelagem do felino:
É muito comum a queda do pelo do bichano de maneira uniforme e sem falhas, pois a troca de pelos acontece anualmente. Mas, é necessário estar atento se há carrapatos ou pulgas, ou então nódulos ou verrugas grandes, uma vez que, caso existam, devem ser checadas pelo médico veterinário do seu felino.



Alimentação:
Todo animalzinho merece uma atenção especial quando o assunto é alimentação. Afinal, é através dela que a qualidade e expectativa de vida do nosso amiguinho aumentam. Jamais ofereça comidas de humanos ao felino e alimente-o com uma ração adequada. ( É proibida a reprodução total, parcial ou divulgação comercial deste conteúdo sem prévia autorização do Minas em Foco )


Nenhum comentário