Últimas Notícias

Funerária terá que indenizar família de falecido em São Gonçalo do Sapucaí

Falha na prestação do serviço constrangeu familiares no velório Imagem: Ilustrativa 
Uma funerária terá que indenizar uma família em mais de R$ 20 mil por danos morais e materiais em São Gonçalo do SapucaíA decisão é da 15ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que manteve, em parte, sentença da Comarca da cidade, nesta sexta-feira (11). 

Segundo TJMG, após a constatação da morte do familiar por acidente de trânsito, o dono da funerária retirou o corpo do local sem encaminhá-lo para o Instituto Médico Legal (IML) da região.



Além disso, o corpo não foi preparado devidamente, o que acarretou o vazamento de líquidos e mau cheiro durante o velório. Isso porque, segundo a família, não foi feita a tanatopraxia, um procedimento destinado a retardar a decomposição do corpo e evitar odores desagradáveis.
O método conserva o material biológico por horas ou até mesmo dias, permitindo que o velório tenha uma duração maior.


O incidente causou constrangimento aos familiares, que então levaram o cadáver ao IML e contrataram um novo serviço funerário para realizar os procedimentos necessários para o sepultamento.
Na Justiça, a família pediu que a funerária arcasse com os prejuízos, alegando que, em um momento de perda e dor, tiveram transtornos financeiros e psicológicos irreparáveis.


Nenhum comentário