/> Funerária terá que indenizar família de falecido em São Gonçalo do Sapucaí

Galeria

Funerária terá que indenizar família de falecido em São Gonçalo do Sapucaí

Falha na prestação do serviço constrangeu familiares no velório Imagem: Ilustrativa 
Uma funerária terá que indenizar uma família em mais de R$ 20 mil por danos morais e materiais em São Gonçalo do SapucaíA decisão é da 15ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que manteve, em parte, sentença da Comarca da cidade, nesta sexta-feira (11). 

Segundo TJMG, após a constatação da morte do familiar por acidente de trânsito, o dono da funerária retirou o corpo do local sem encaminhá-lo para o Instituto Médico Legal (IML) da região.



Além disso, o corpo não foi preparado devidamente, o que acarretou o vazamento de líquidos e mau cheiro durante o velório. Isso porque, segundo a família, não foi feita a tanatopraxia, um procedimento destinado a retardar a decomposição do corpo e evitar odores desagradáveis.
O método conserva o material biológico por horas ou até mesmo dias, permitindo que o velório tenha uma duração maior.


O incidente causou constrangimento aos familiares, que então levaram o cadáver ao IML e contrataram um novo serviço funerário para realizar os procedimentos necessários para o sepultamento.
Na Justiça, a família pediu que a funerária arcasse com os prejuízos, alegando que, em um momento de perda e dor, tiveram transtornos financeiros e psicológicos irreparáveis.


Postagem em destaque