Últimas Notícias

Notícia de motorista da Uber que assalta clientes em Pouso Alegre é falsa

O caso é, de fato, verdadeiro, mas aconteceu em 2017 no Rio de Janeiro. Fotos: Redes Sociais / Reprodução-Minas Em Foco
Circula pelos grupos de WhatsApp e redes sociais que um motorista de um Fiat Idea, da plataforma Uber, estaria assaltando passageiros em Pouso Alegre. A notícia é falsa e já rola pela internet desde 2017.
A mensagem, que pula de grupo de grupo, fala que Adílson de Oliveira Carrijo tem um Fiat Idea branco, placas LLJ 3180, e assalta clientes da plataforma Uber.



De fato houve ocorrência policial envolvendo o cara. Adílson de Oliveira Carrijo foi o motorista indiciado criminalmente em novembro de 2017 por ter assaltado ao menos três pessoas no Rio de Janeiro. O boato começou a circular na rede no dia 26 de novembro, quando a última vítima de Adílson postou o fato contando todos os detalhes no Facebook. As informações foram viralizando na internet.


O veículo, que na verdade era preto,   foi apreendido pela Policia.  Foto: Reprodução / Minas em Foco
Na manha deste sábado (12), o jornalista Toni Oliveira do Minas em Foco, em contato  com a assessoria do Uber, e informou que Adilson foi banido da plataforma em novembro de 2017, depois de ter recebido uma denúncia pelo menu “ajuda” do aplicativo.

Compartilhar fake news
As fake news, em tradução do inglês, são as notícias com teor inteira ou parcialmente falso. Essas notícias causam prejuízos em diversos sentidos e disseminá-las pode gerar efeitos legais graves. Por isso, no texto de hoje vou abordar as consequências jurídicas de compartilhar fake news, tanto para quem as produz quanto para quem apenas as encaminha.Da redação Toni Oliveira - Minas em Foco / É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo )











Nenhum comentário