Morre cantor sertanejo Juliano Cezar (Reprodução / Instagram)
O mundo sertanejo está de luto, morreu na noite desta  segunda-feira (30) aos 59 anos durante um show na cidade de Uniflor no Paraná, o cantor Juliano Cézar, o cowboy vagabundo. De acordo com as informações, Juliano sofreu um infarto fulminante durante o refrão de uma de suas músicas. No vídeo é possível ver quando ele se abaixa sentindo algo estranho e na sequencia desaba.


Juliano Cézar chegou a ser socorrido para um Hospital mas não resistiu. O cowboy vagabundo, como gostava de ser chamado, morava atualmente em Ribeirão Preto (SP) e tinha um programa sertanejo aos domingos transmitido pela TV Clube.



De acordo com a assessoria do músico, o velório e o enterro devem ocorrer em Passos-MG, sua cidade natal.

Carreira
Iniciou sua carreira em 1985, depois de ter sido peão de rodeios e fazendeiro. Do interior de Minas, Juliano gastou seu pé-de-meia em seu primeiro disco, independente, onde apresentava sua interpretação em regravações de sucessos de Chitãozinho e Xororó e Milionário e José Rico, entre outros.

 Relembre o sucesso Cowboy Vagabundo:

No final da década de 80 mudou-se para São Paulo e, em 1990 lançou seu primeiro disco por uma gravadora, dessa vez com composições suas, além do sucesso “Não aprendi dizer adeus” de Joel Marques, posteriormente regravado por Leandro e Leonardo.



Por esse disco, Juliano ganhou o Prêmio Sharp de cantor revelação. Depois de cinco anos sem gravar e de uma viagem a Nashville, Meca do country, onde manteve contato com os papas do gênero, Juliano lançou, em 1997, seu primeiro disco pela Paradoxx, já totalmente dedicado à música country. ( Toni Oliveira - Minas em Foco, com informações  Agências de noticias / É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo )