Fotos: Redes Sociais
Três pessoas da mesma família morreram após uma cabeça-d’água atingir um complexo de cachoeiras, em Guapé, no Sul de Minas, na tarde dessa quarta-feira (1). O local é conhecido como Parque Ecológico do Paredão, destino procurado por muitos turistas nesta época do ano.


Os corpos foram resgatados pelos Bombeiros, com apoio da Polícia Militar e da Defesa Civil Estadual. O Parque Ecológico do Paredão pertence ao município, mas é administrado por uma empresa terceirizada.
As vítimas, todas da mesma família, foram identificadas como Émerson Magalhães Couto, de 45 anos, Áurea Carvalho Magalhães, 39, e Dafne Carvalho de Magalhães Couto, 17. Eles eram de Campos Gerais e estavam na cidade a passeio. Autoridades chegaram a falar em cinco mortes, mas voltaram atrás e confirmam três óbitos.
O acidente
Imagem: Reprodução / Minas em Foco
Pelo menos cincos pessoas morreram, nesta quarta-feira (1), em Guapé, no Sul de Minas, depois que uma cabeça d’água atingiu uma cachoeira no município. Além dos mortos, o fenômeno também deixou pessoas ilhadas.

A situação na cidade foi confirmada pela Defesa Civil de Minas Gerais. O tenente-coronel Flávio Godinho, coordenador do órgão, confirmou que vai de helicóptero para o local, juntamente com uma equipe, para averiguar o que de fato ocorreu. Ainda não se sabe o número exato de vítimas.
O local em que o acidente ocorreu é conhecido como Parque Ecológico do Paredão e fica a cerca de 15 km do centro da cidade. Por conta disso, a comunicação é limitada. Bombeiros de Varginha, que fica ao lado, também foram acionados para a ocorrência.
A cabeça d’água trata-se do aumento rápido e repentino do nível de um rio, lago ou cachoeira por conta de chuvas em trechos anteriores ou mais altos do percurso. ( Toni Oliveira - Minas em Foco É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo )
Veja os vídeos