/> Alerta! Perigoso, “desafio da rasteira” vira febre nas redes e já fez vítima

Galeria

Alerta! Perigoso, “desafio da rasteira” vira febre nas redes e já fez vítima

Imagens: Reprodução
Um novo estilo de “pegadinha” está viralizando nas redes sociais neste momento. Tem circulado na web uma brincadeira em que uma dupla convence uma terceira pessoa a dar um pequeno salto para, rapidamente, conseguir derrubar a “vítima” no chão.


A suposta brincadeira acontece quando a terceira pessoa fica alinhada no meio de outras duas. A partir daí, cada um dá um pequeno salto em sequência. Quando a pessoa do meio pula, as duas ao lado imediatamente dão uma “rasteira” com a terceira pessoa ainda no ar, fazendo com que ela caia, geralmente de costas no chão.

Já são inúmeros vídeos compartilhados nas redes sociais. Muitos são de adolescentes dentro de escola, usando uniforme e "brincando" na hora do intervalo. Em outros, adultos dão o salto e em um deles a pessoa cai e desmaia.

Veja o vídeo 1


Segundo médicos, riscos mais sérios vão desde lesões na coluna, que podem levar à perda dos movimentos, até traumas encefálicos graves que podem causar a morte. Uma nova moda entre adolescentes é uma "brincadeira" um tanto perigosa que pode causar de sequelas graves até a morte.

Veja o vídeo 2


Bincadeira já fez Vítima

Uma adolescente de 16 anos morreu após cair e bater a cabeça no chão durante uma brincadeira, no dia 11/11/2019, na Escola Municipal Antônio Fagundes, em Mossoró (RN). O caso aconteceu em novembro do ano passado, mas veio à tona novamente nesta semana depois de brincadeiras de dar rodão em escolas viralizarem. As informações são de G1,


Emanuela Medeiros, de 16 anos, morreu após cair e bater a cabeça durante brincadeira com colegas na escola em Mossoró — Foto: Arquivo da Família
Emanuela Medeiros participava de uma brincadeira com outras duas colegas que tentavam girá-la. Em um momento, a vítima caiu e bateu a cabeça no chão.


A adolescente sofreu um traumatismo craniano e foi levada ao Hospital Regional Tarcisio Maia, mas não resistiu. .( Da redação Toni Oliveira - Minas em Foco, com informações G1 e Agâncias de noticias / É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo )

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do Pirassununga On no WhaTsApp (19) 9 8294-5155

Postagem em destaque