Por: Ascom 
Em visita a diversos bairros da cidade, o Prefeito Rafael Simões se posicionou contra o descaso com que a Copasa – concessionária de água e esgoto -, vem tratando questões de sua responsabilidade no município. Desde o início desta semana (16/07), uma série de vídeos expõe a situação precária em que se encontram ruas e bairros em que a empresa realizou intervenções.



Em março, o município propôs uma Acão Civil Pública contra a companhia. Após parecer da 2ª Promotoria, em que o Ministério Público do Estado de Minas Gerais acatou diversos pontos alegados pela prefeitura, houve uma decisão liminar favorável que obrigava a Copasa a corrigir as falhas na prestação de serviços. Entre elas, a coleta, transporte, tratamento e destinação do esgoto gerado.


Veja também:

No entanto, em bairros como o São Geraldo, nos vídeos exibidos, é possível ver o esgoto sendo lançado a céu aberto, causando, além do mau cheiro, transtornos aos moradores e risco de doenças a crianças e idosos que, inevitavelmente, têm contato com os restos de dejetos sem qualquer tipo de tratamento.

As ruas e vias públicas também estão sofrendo a ação do descaso da Copasa. Locais que receberam pavimentação há poucos meses, como a Rua Vítor Laraia, na região central, já apresentam deterioração e desnível no solo, devido a abertura de buracos para realização de obras e serviços pela empresa.



“Não é possível continuar do jeito que está. As ruas são cortadas, ficam esburacadas e não é feita a recomposição, obrigando a população a pagar, de novo, pelo serviço mal feito da Copasa”, afirma o prefeito.

No caso do esgoto, na Rua Nova, no Bairro São Geraldo, a via está tomada pelo esgoto a céu aberto, que corre em um lugar por onde transitam pessoas e carros diariamente. “Isso é uma vergonha. Aqui deveriam correr apenas águas de chuvas [pluviais]. O que nós vemos é essa imundície, um desrespeito total com a população e esse esgoto vai cair diretamente no rio”, completa Simões.

Com os vídeos já circulando e a grande repercussão em redes sociais, a Prefeitura vai propor o encerramento do contrato com a Copasa nos próximos dias, caso não haja uma solução definitiva para os problemas apresentados.

Veja as fotos