Imagem: Getty Images
Quatro pacientes que estavam internados em estado grave na UTI do Hospital Igesp em São Paulo receberam alta após usarem por uma semana a hidroxicloroquina, junto com outras medicações. As informações são do UOL.


O médico Dante Senra, coordenador das UTI’s do hospital, disse ao UOL que no total 12 altas hospitalares de pacientes confirmados com coronavírus e altamente suspeitos também foram dadas e que acredita que o hospital seja o primeiro a utilizar o medicamento.

O médico cardiologista Dante Senra, coordenador das UTI’s do hospital, afirmou que foram “avaliados criteriosamente os protocolos internacionais”.

Em entrevista ao blog VivaBem, da UOL, Senra declarou:
“Até onde sabemos, fomos o primeiro hospital no Brasil a utilizar o medicamento.” 
Senra ainda afirma que, apesar de esperançosos, os resultados ainda são iniciais:
“A impressão é muito favorável, mas como se trata ainda de um número pequeno, não há como estabelecer uma relação de causa e efeito. Até porque não há estudos multicêntricos ainda.”
A substância, utilizada no tratamento de doenças como artrite, lúpus e malária, tem se mostrado efetiva em limitar a replicação do novo coronavírus in vitro e provocar melhoras em pacientes tratados com o remédio.Da Redação Toni Oliveira /Jornal  O Movimento  É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo&nbspPacientes na UTI têm alta em São Paulo após uso da hidroxicloroquina;)