Pacientes recuperados se despedem de trabalhadores médicos antes de deixar o hospital Leishenshan em Wuhan, Província de Hubei, no centro da China em 4 de abril de 2020. (Photo by Gao Xiang/Xinhua)
Os últimos dados do coronavírus estão presentes em um levantamento aplicado pela Universidade Johns Hopkins, dos EUA. A instituição americana disponibiliza um painel que atualiza em tempo real as estatísticas da pandemia, com números diferentes dos divulgados em boletins da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

O número total de pessoas recuperadas da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, ultrapassou, neste sábado (11), a marca de 400 mil. A atual taxa de recuperados é de 23%. A China tem o maior número geral de enfermos curados (78 mil), seguida pela Alemanha (65,6 mil) e Espanha (59,1 mil).


O Ministério da Saúde do Brasil até hoje não desenvolveu um sistema para monitorar as pessoas que ficaram doentes e agora já estão recuperadas.

Ao longo da última semana, o secretário-executivo da Saúde, João Gabbardo, afirmou que está em curso o levantamento do número de recuperados do novo coronavírus no país. Da Redação Toni Oliveira / Jornal  O Movimento   É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo )