Header Ads

Últimas Notícias

Brasil registra morte de jovem por raiva humana após mordida de morcego



© Reprodução / Redes Sociais
Um adolescente de 14 anos morreu em decorrência de raiva humana, após ser mordido por um morcego hematófago, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. O último registro da doença no Brasil foi em 2006, sendo considerada controlada nas cidades.


A vítima residia na área rural do Rio de Janeiro, em Angra dos Reis. Ele foi mordido após tentar matar um morcego que estava no chão, em janeiro desse ano. A partir do dia 22 de fevereiro, o garoto sentiu os primeiros sintomas da doença. No dia 7 de março, ele foi internado e, cinco dias depois, precisou ser transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira (IPPMG/UFRJ), no Rio.

A morte foi registrada no último dia 30 de março, mas a causa do óbito só foi anunciada nessa segunda-feira (15/06), por um alerta da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

A raiva é uma doença rara, mas extremamente agressiva. Ela provoca a morte de 99,9% das vítimas após a manifestação dos sintomas. A forma mais eficaz de combater o vírus é com a vacina, entretanto, o adolescente que foi mordido pelo morcego não havia tomado o imunizante. 

Por ser uma doença muito agressiva, o Brasil possui registro de apenas duas pessoas que sobreviveram ao vírus. No mundo, apenas cinco pessoas sobreviveram, mas todas tiveram sequelas graves.